quarta-feira, 31 de agosto de 2016

O que é a ACC?



ACC significa “Ativação da consciência crística” e é o nome do processo terapêutico com a intervenção dos Mestres da Consciência Crística através de um terapeuta iniciado, que proporciona ao indivíduo o acesso a consciência do Cristo por meio da reconexão do ser a malha axiatonal em conjunto com a malha cósmica do criador.

 Por Celestina Gonçalves e Luana Barros

Gratidão _/\_

terça-feira, 30 de agosto de 2016

O que é consciência crística?


A Consciência Crística é a parte da consciência mais elevada dos seres, e no homem é a parte de si mesmo que o conecta ao pai maior. É por meio do acesso a consciência do Cristo que o homem se torna consciente da sua condição de filho amado, de filho da luz.
Experimentar a Consciência Crística nos proporciona vivenciar um estado de graça e de perfeita comunhão com o Criador onde nos tornamos expressões vivas da vontade do pai manifestada através do amor incondicional por meio de nossas atitudes perante a nós mesmos e ao mundo.
Quando acessamos a consciência do Cristo nos conectamos imediatamente a frequência do Bem amado Mestre Jesus que foi o grande percursor dessa frequência amorosa para nós.
A luz dourada é a frequência dessa consciência, pois dourada é a cor luz relacionada ao fluxo dessa energia que quando ativada passa a ser irradiada pelo cardíaco em comunhão com todos os chakras superiores e inferiores que passam a direcionar os pensamentos, sentimentos e ações do homem de acordo com o Plano original da criação.
É pela porta do coração que o céu encontra morada na consciência do filho tornando-o um Cristo em atividade em comunhão com toda a irmandade de luz, e toda essa beleza ocorre quando a consciência do Cristo se torna ativa dentro de nós.
Tornar-se Cristo em Atividade, implica lembrar-se de nossa verdadeira natureza celestial através da senda do coração onde o discípulo deve trilhar pelos 3 caminhos sagrados:
O caminho do Pai, onde o filho amado retorna e se alinha ao modelo original da Vontade Divina;
O caminho do filho, onde o filho identificado com o pai encontra maturidade para servi-lo com total humildade e abnegação e assim construir uma ponte entre a consciência Divina mediada pela consciência Crística que se expressa a partir do veículo do filho;
O caminho da Mãe Divina, onde o filho identificado com a Mãe Divina, através da manifestação dos dons do Espírito Santo sustenta nutre e é nutrido pelo amor que sustenta a vontade do Pai servindo a ele como “ventre” perfeito que gesta a criança de luz cósmica que possibilita a concretização de tudo o que a Mente Divina, pela vontade do Pai desejou que se manifestasse.
Ativar a consciência Crística através da senda do coração é escolher pela ascensão de todos os seres, e de todas as coisas as dimensões superiores de luz, e toda essa beleza ocorre quando a consciência do Cristo se torna ativa dentro de nós expressando o verdadeiro poder da vontade Divina através do amor que torna concreto o modelo perfeito da criação.

Por Celestina Gonçalves e Luana Barros

Gratidão_/\_

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

A Ativação da Consciência Crística

tem o propósito de trazer iluminação ao mundo em geral e capacitar a humanidade a construir uma Nova Consciência.
Não se trata de um estado alheio a realidade do mundo, da omissão para permanecer no conforto e na falsa harmonia nas pequenas e grande divergências do dia a dia. Mas do posicionamento verdadeiro. Do desejo amoroso de viver a Verdade, o Caminho e a Luz.
A ACC é uma semente da evolução espiritual da humanidade.
A evolução espiritual da “consciência humana”. Traz a evolução mental e física em sua vida pessoal e global e aproximará a humanidade de estados cada vez mais harmoniosos de bem-estar e o caminho da ascensão.
Desde a vinda de Jesus a terra, em que viveu entre nós, tem havido uma tendência a uma gradual evolução em direção ao amor fraternal que ele pregava.
Durante gerações profetas, lideres espirituais repetem a seus semelhantes a ideia de amarem o próximo como a si mesmo.
Tudo isso tem brotado nos corações e nas mentes daqueles que sinceramente levaram em consideração as primeiras palavras do Cristo, as quais impulsionaram as pessoas até o amor fraternal e a compaixão pelos seus semelhantes.
Deixe que o Amor que habita em você, assim como a Paz e o desejo profundo de voltar para casa seja uma realidade, sendo você o Cristo em Ação na Terra e olhando o próximo com os olhos de Deus.

Inspirada pela Carta de Cristo.

Celestina Marques Gonçalves
Ativadora da Consciência Crística

Gratidão _/\_

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Despertar Emocional


É o momento de se abrir e saber que você pode lidar com esta onda de energia emocional que está se manifestando, enquanto você continua com o despertar dos seus aspectos mais profundos. Muitas vezes, isto é difícil de lidar, especialmente aqueles que estiveram mantendo muita raiva ou tristeza. Algumas vezes, é um desafio, também, sentir o êxtase absoluto da alegria que decorre do seu crescimento, pois muitos de vocês passaram muito tempo tentando não sentir, sob qualquer condição. Sua alma deseja a paz emocional e assim continue a se sentir confortável com todos estes sentimentos.

Quando você permite que estas emoções se manifestem e processa através delas, perceberá que tem uma maior clareza e compreensão do  propósito em sua vida. Ainda que estas emoções estivessem confusas por algum tempo, você encontrará uma abordagem mais equilibrada que funcione para você. Se, realmente, for doloroso quando começar a liberar, isto é um sinal de que você está resistindo à abertura e é muito mais fácil deixar que os sentimentos fluam e repetir:

“Eu me abro ao meu fluxo de emoções e libero toda a energia reprimida que não mais me serve e nem ao meu crescimento.”

Então, permita que esta energia flua através de você e a libere. Sinta uma nova paz fluindo em você.
E assim é.

Você é muito amado e apoiado, sempre
Os Anjos
Gratidão_/\_

Sharon Taphorn
http://www. playingwiththeuniverse.com/
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br

sábado, 13 de agosto de 2016

O Início do Despertar - Parte 5


As palavras não são capazes de ensinar os mistérios da vida. O verdadeiro sentido de nossa realidade só pode ser encontrado quando experimentamos a vida tal qual ela se nos apresenta - com todas as suas polaridades, com toda sua beleza e feiura. Quando aprendemos a observar nossas reações ás experiências, a enxergar o que nos faz felizes e o que nos causa tristeza, nosso poder intuitivo, nosso subconsciente criador, começa a nos dar suporte. Da fonte do conhecimento de nossa alma, somos então presenteados não só com a resposta do que motiva tais estados, mas também com os recursos para lidar sabiamente com eles. 
Não estamos sós. Existe um incrível e poderoso vórtice de energia em torno e dentro de nós, chamado Deus, Divino, Cristo, ou simplesmente Vida, que busca despertar e aumentar a essência do Amor dentro de nós, para nos mostrar quem realmente somos. Quando inspiramos essa energia com toda atenção, começamos a lembrar de nossa herança divina, de nossa verdadeira identidade. 
A nova era se refere, então, aqueles que elevam sua consciência a ponto de adquirir uma autopercepção consciente de que todas as manifestações de vida estão em unidade. 
Estamos todos conectados uns aos outros e com o todo da vida; cada ser e cada forma de vida, visível ou invisível, é parte de uma gigantesca obra de arte multicolorida. Nela encontramos os reinos mineral, vegetal, animal, dévico e o humano. Todos estão em unidade servindo uns aos outros. Todos são um aprendendo, criando, nutrindo e curando uns aos outros, seja dentro ou fora da forma física. Não existe morte; apenas mudança. 
Conforme vamos mudando e aprendendo a compartilhar, a doar e receber, tornamo-nos criativos e adquirimos a consciência de que todos precisam amar e ser amados. Cada um de nós, como seres humanos, e 
cada ser de todos os reinos está eternamente mudando para atingir a perfeição da unidade. 
Os Devas, que podem melhor ser descritos como vórtices de extraordinário poder, são os organizadores da forma. As belas árvores, flores e ervas de nosso planeta são produzidas pelo trabalho conjunto dos Devas e dos espíritos da natureza. Ambos estão presentes no mundo invisível e são devotados a Força Deus, ao Criador Universal, servindo a natureza com toda a variedade existente por todo o planeta. O reino animal está consciente da presença dos espíritos da natureza e ambos se comunicam e se respeitam. 
Os devas e os espíritos da natureza, ou seres elementais, trabalham juntos para materializar a forma no plano físico. 
Aqueles que começam a trabalhar suas habilidades clarividentes não terão dificuldade em observar essas pequenas criaturas. Muitas estão tristes com a falta de reverência que nós humanos temos pela natureza e se afastam dos lugares onde nos reunimos. Mas, quando qualquer pessoa começa a amar as plantas e expressa sua apreciação pelo belo trabalho por elas realizado, eles então nos seguem até nosso próprio jardim e realizam nele um trabalho de beleza ainda maior. 
Também temos o mundo mineral com a sua enorme variedade de cristais e cores. Eles servem ao reino humano á semelhança do que fazem as plantas, promovendo o equilibrio e a cura para a humanidade. São como bênçãos que se derramam sobre os sofridos corpos físico, mental, emocional e espiritual de todos nós. 
Abrirmo-nos para esses mundos e começar um programa de comunicação seria de grande beneficio para todos nós. Todos já sentimos o prazer de andar descalços na grama; vamos então deixar que a Terra saiba que a amamos. Ela não escuta de modo freqüente essa mensagem. Além disso, providenciem um cristal, qualquer quartzo serve, e sintam nele a presença da vida. 
Quando a natureza sente que a valorizamos, ela amplia esse amor que lhe dedicamos, fazendo-o retornar a nós. A consciência de que todos somos um se eleva em toda forma de vida que se sente respeitada; todos os reinos começam a se integrar quando nos comunicamos com eles através do coração. Em essência, nós sempre fomos parte uns dos outros. 

Fonte: anotações palestra Robert Happé

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

O Início do Despertar - Parte 4


As energias-luz presentes nesta era aquariana estão nos ajudando a confrontar, quase que instantaneamente, as situações e energias com que temos receio de lidar.
Quando, no entanto, percebemos que cada experiência ou situação que vem em nosso caminho carrega em si nossa oportunidade de libertação, praticamos conscientemente, com muito mais determinação, a ciência de integrar. Nós estamos em uma jornada e já exploramos muitos mundos. Agora, a jornada é de volta para casa, para a autoconsciência, e isso é feito por meio da integração de tudo aquilo que vem em nosso caminho.
Integração significa equilibrar as polaridades da experiência, encarar a situação e se permitir ser guiado pela intuição. Então, ao invés de fugir ou negar algo que esteja acontecendo, simplesmente observe e se pergunte: "como posso lidar com essa situação?" e coloque-se disponível para ouvir os ensinamentos que vêm de dentro de você. Desligue-se do processo analítico por um momento e sinta cada aspecto da situação - a partir da intuição, você receberá informações sobre como agir. Nossa intuição tem acesso á nossa verdade interior, que é nossa luz, e a nosso banco de dados.
Quando praticamos diariamente ficar em quietude, estamos aprendendo a viver no momento presente, livres do passado ou do futuro. Conforme vamos nos familiarizando com esta quietude interior, começamos a despertar porque estamos praticando a autopercepção consciente. É unicamente no momento presente que podemos descobrir quão livres estamos da negatividade e qual é nosso grau de equilíbrio. Para isso, precisamos observar aquilo a que resistimos, pois a negação apenas prolonga a dor. Não devemos proteger nossos medos, mas soltá-los, e dessa maneira criar a paz; só assim poderemos compartilhar o amor novamente.
É no conforto que nosso eu interior pode nos oferecer, que encontramos recursos para equilibrar as polaridades. A ação de estar em quietude, observar o que acontece e decidir integrar as energias é o próprio ato da autopercepção consciente, que também é meditação.
Todos temos que lidar com o que gostamos e com o que não gostamos. Essas polaridades estão diretamente relacionadas com nosso aprendizado. Podemos descobri-las nas nossas primeiras programações da
infância. No geral, pensamos e agimos baseados nessas primeiras programações, sem nos perguntar o quanto elas refletem nossa identidade atual, sem nos perguntarmos de quem são os valores com os quais conduzimos nossa vida hoje. Temos, portanto, que examinar e entender nossas experiências para poder vir a atrair algo que seja realmente novo.
Se não podemos esclarecer nossas polaridades, ficamos presos numa armadura e nos forçamos a experienciar aquilo que não queremos. A solução está sempre no presente, no ato de aceitar a vida como ela vem e na prática do equilíbrio.
Nossa tarefa é a de nos tornar livres e expressar amor e amizade nas nossas experiências cotidianas com todos. Viver com amor é muito mais satisfatório do que viver com dúvida, medo ou conflito.
Seria conveniente lembrar da Lei Universal do Amor que nos pede para colocar o interesse e o bem-estar dos outros acima dos nossos. De mãos dadas com essa Lei, temos a Lei Universal do Perdão, que pede que perdoemos os outros pelos seus erros assim como perdoamos a nós mesmos. Viver em consonância com essas Leis requer, primeiramente, a capacidade de amar todos os aspectos de nosso ser. Requer, também, a acolhida incondicional de tudo o que nos caracteriza, sem rejeição de nada. Só assim nos tornamos capazes de amar e perdoar os demais. Só assim nos tornamos capazes de aceitar e acolher os outros, dando reconhecimento a totalidade de cada um e de todos.
A prática dessas Leis inicia nosso processo de libertação, quer seja em casa, no trabalho ou em qualquer lugar. Não é fácil, mas é possível. Carregamos dentro de nosso peito uma chama de potencial criador chamada amor. Quando lhe damos atenção e ouvimos suas sugestões, tudo se renova; libertamo-nos uns aos outros e a nós mesmos. Em outras palavras, é a comunicação que nos liberta - comunicação da mente racional-ego buscando conselhos e sugestões com as energias intuitivas da alma.
Aprender a confiar é, pois, a chave. Á medida que aprendemos a confiar nas orientações de nosso eu interior, também podemos confiar naqueles com os quais interagimos. Tornar-se consciente da verdade é um processo por meio do qual nossa visão começa a abarcar mais e mais; através dele, também, percebemos que somos iguais a todas as outras pessoas de nossa vida e, assim, aos poucos, o quadro completo acaba por se revelar.

Fonte: anotações palestra Robert Happé

quinta-feira, 11 de agosto de 2016

O Início do Despertar - Parte 3


Milhões de pessoas no nosso globo estão se tornando conscientes de que estamos vivendo uma crise espiritual e ecológica. Uma reflete a outra. Como não fomos ensinados sobre o amor, não temos acesso ao amor que habita nosso eu interior; passamos então a desonrar a terra, os oceanos, os rios e os lagos, contaminando a atmosfera com gases venenosos, demonstrando pouco, ou nenhum amor pelas coisas vivas. Nossa falta de equilíbrio e de acesso ao divino está refletida em toda parte; os danos que causamos à Terra se constituem num dos espelhos mais expressivos desse fato.
Esse é um mundo de polaridades, e elas precisam ser equilibradas. Equilibrar consiste em nos mantermos nem muito á direita, nem muito á esquerda,  mas bem no centro conscientes do positivo e do negativo.
Quando o positivo não tem entendimento do negativo, fica-se fora de equilíbrio. As experiências deveriam ser nossos mestres; deveríamos extrair-lhes os ensinamentos e seguir com graciosidade para novas experiências. Em função da baixa qualidade da educação, da ignorância e de meias verdades, as forças negativas se proliferam incutindo medo nas pessoas.
O que há de mais negativo, entretanto, é a negação ainda presente da força de Deus que se move dentro de nós! Se colocássemos nossa atenção nessa força, o poder e o amor retornariam as nossas vidas, poderíamos curar todos os desequilíbrios.
O medo nos leva a perder o senso de equilíbrio, bem como nos rouba a capacidade de ver o bem e o mau com a relatividade que lhes é inerente. Não existe bom e mau, mas sim polaridades que precisamos equilibrar por meio de nossas experiências, para ganharmos compreensão.
O caminho para adquirir maestria sobre as energias é permanecermos bem no meio das alegrias e dores da vida no meio do amor e da raiva, da tristeza e do medo; desse modo, tornamo-nos mestres no manejo dessas energias polarizadas.
Tornar-se mestre é a razão que trouxe todos e cada um de nós para este planeta e, também por isso, sofremos as tentações da vida. Necessitamos das tentações como meio de avaliarmos nossas escolhas e o nível de nossa consciência.
O Universo e o mundo não existem por acaso ou pelo que as pessoas chamam de evolução natural, mas existem por força da intenção e do logo criador de todos os seres vivos do Universo. Juntos, nós compomos Deus; cada um de nós tem habilidades, energia, desejos e amor. A questão é o que estamos fazendo com essas qualidades. Estamos compartilhando essa energia e ajudando a construir um mundo melhor para todos, ou estamos usando nossas qualidades para controlar o mundo ao nosso redor?
A pior manifestação de ganância é o desejo de possuir outro ser humano. Muitos são controlados por outros. Todos precisamos nos libertar dessa programação, praticando a ciência do permitir, da delicadeza, do não ferir.
Quando nossos pensamentos estão focalizados na doação, tornamo-nos livres e a cura se inicia; ao doar estamos acionando a fonte de poder dentro de nós descobrindo nossa verdadeira natureza. Uma vez contatada essa fonte de poder possibilita-nos viver de acordo com as Leis Cósmicas e expressar nossa herança divina. Tornamo-nos assim exemplos vivos de amor criador.
Uma das Leis Cósmicas mais importantes é o conhecimento de que todo ser vivo possui a força e o poder de magnetizar para si tudo o que é necessário para seu desenvolvimento e crescimento. Essa é uma Lei que merece toda atenção, porque significa que qualquer situação ou pessoa que encontramos, fomos nós que atraímos, em função da necessidade dessa experiência para nosso próprio desenvolvimento.
Quando estamos cientes do modo como operam os eventos de nossa vida, podemos, igualmente, dar-nos conta de que julgamentos e reclamações não são apenas desnecessários, como também retardam nosso processo de nos tornarmos autoconscientes e responsáveis. Equilibrar a situação, aprender a partir dela e continuar avançando requer, portanto, que nos libertemos de velhos modos de ser e de se relacionar com tudo e com todos.
A vida torna-se mais aceitável, quando se sabe como ela funciona. Não há necessidade de julgamentos ou queixas, quando somos capazes de entender o que está acontecendo e por quê. Podemos, então, fazer escolhas que sejam satisfatórias para nós e para os outros. A lei vale, obviamente, para as situações agradáveis; elas também são magnetizadas, pertencem aquele que as atraiu. Sob esse enfoque ganhamos a compreensão de que os eventos da vida são consonantes com a consciência e a atitude de cada um.

Fonte: anotações palestra Robert Happé                          

quarta-feira, 10 de agosto de 2016

O Início do Despertar - Parte 2


O nosso planeta foi criado para ensinar à alma o equilíbrio entre mundo espiritual e mundo físico. Somente através do esforço combinado de todas  as pessoas que vêem com clareza, que se deram conta que somos seres essencialmente espirituais, com consciência criadora, que conseguiremos elevar o nível de consciência presente podendo, assim, tornar a Terra um lar mais leve.
Temos uma mente criadora que conscientemente ou não cria a escuridão através dos pensamentos negativos que são projetados para todo o universo.
Somente juntos poderemos nos resgatar de nós mesmos. Consciência, portanto, é a palavra-chave para que possamos sobreviver! Quando um de nós se liberta, todos podem se libertar, porque somos igualmente membros dessa mesma humanidade. E quando nos livramos da negatividade, podemos facilmente expressar amor e paz.
Vivemos num plano tridimensional onde muitas almas, quando morrem, ficam presas na atmosfera e são forçadas a encarnar de novo e de novo, e passam sucessivas encarnações cometendo os mesmos erros. Isso ocorre porque elas não foram capazes de soltar a negatividade. O ódio, a "possessividade", o julgamento, o ressentimento e a ganância que essas almas carregam não lhes permitem atingir um estado menos denso; elas têm, então, que retornar para mais e mais lições. Tal situação está relacionada ao que chamamos de estar fora de equilíbrio ou, em outras palavras, sob o controle do ego.
Podemos ficar fora de equilíbrio, por exemplo, quando nos enchemos de ódio por termos problemas, ou por ter que lidar com eles. Quanto maior o ódio e o medo dentro de nós, mais energia nos é sugada pelas forcas negativas. Podemos, da mesma forma, ficar fora de equilíbrio quando, em função de medos e dúvidas, não escutamos a mensagem que vem de dentro de nós; esse também é um sinal de que estamos controlados pelo nosso próprio ego.
É necessária uma mudança substantiva na consciência humana para irmos além das energias de ganância, ódio e egoísmo, que estão na raiz de toda essa poluição energética. Precisamos, por estas razões, realizar um enorme esforço para curar e equilibrar essas energias; para tal, precisamos ser capazes de manter o senso de equilíbrio entre forças conflituosas e complementares. Não estar nem muito à direita, nem muito à esquerda, mas bem no centro, conscientes do positivo e do negativo.
Vamos realmente  tomar as experiências como nossos mestres, extraindo os ensinamentos e seguindo conscientemente para novas experiências. Vamos fazer a nossa parte para que as forças negativas não se proliferem através da baixa qualidade de educação, da ignorância e das meias verdades que são repetidas por ai, incutindo medo, pavor, culpa... nas pessoas.
Todos os desequilíbrios poderão ser curados quando não mais predominar as forças negativas criadas pela negação da Força de Deus que existe dentro de nós. Vamos conectar com essa força.
Quando começamos a fazer a conexão certa e entender como a vida funciona, que todo ser vivo possui a força e o poder de magnetizar para si tudo o que é necessário para seu desenvolvimento, percebemos que não há mais necessidade de julgamentos ou queixas, pois tudo que vem para nós, todas as experiências ou situações que vem em nosso caminho carrega em si nossa grande oportunidade de libertação. Nossa libertação acontece quando temos autoconsciência, quando integramos (quando equilibramos as polaridades da experiência) tudo o que vem em nosso caminho.

Fonte: anotações palestra Robert Happé       

terça-feira, 9 de agosto de 2016

O Início do Despertar - Parte 1


A verdadeira liberdade é estranha à maioria de nós. Estamos tão acostumados a viver numa vida de programações, que acabamos nos esquecendo quão mais confortável é pensar e agir de acordo com aquilo que realmente sentimos ou queremos; de acordo com a vontade de nossa alma. Em geral, uma parcela significativa de nossas energias são despendidas copiando professores, pais e superiores... ao longo de nossas vidas e pouco nos resta para que nos percebamos enquanto seres dotados da necessidade de pensar por conta própria.
Quando o homem não pensa livremente, livre das programações, seu desenvolvimento se interrompe. Não há mais crescimento, não há mais experiências espirituais; unicamente programação. Ele pensa e age  conforme suas crenças. 
As religiões, doutrinas e crenças, em sua maioria, estão tão impregnadas de dogmas, que deixam de cumprir o seu papel e nos impossibilitam o pleno entendimento da vida. Nos privamos das possibilidades de experienciar livremente as coisas que nos levam ao encontro com nós mesmos, com a nossa verdadeira identidade. 
Ficamos impregnados de crenças, medos, culpas..., e passamos a criar em nossa volta um mundo feio, que nos agride, nos ataca, nos pune..... 
Já vivemos muito tempo com as ilusões, as mentiras e os falsos deuses perpetuados pelas várias organizações religiosas e cultos neste mundo. O homem perdeu a ligação com o Divino. Se desconectou de Deus. E aqueles com posição e poder em nosso planeta tem tanta dificuldade em controlar seus próprios egos, ficam tão cegos e consumidos nisso, que não conseguem enxergar a presença do divino.
Cada um e todos podem refletir sua própria divindade. O problema é que poucos ouviram a mensagem sobre seres divinos ou sobre a existência do amor dentro de si. Agora precisamos simplesmente dar atenção a isso. O que todos, como humanidade, precisamos fazer é soltar a programação e iniciar a conexão com o divino inerente a cada um de nós. Contudo, só conseguiremos contatá-lo, quando fizermos uso de nossa capacidade intuitiva.
Precisamos ouvir a voz interior que há em nossos corações e para
que possamos ouvir essa voz, o som da paz que mora dentro de nós, é preciso que nos aquietemos verdadeiramente. Parar de ouvir a nossa mente matraqueira. (ficar em quietude - aceitando e acolhendo a nós mesmos através da auto percepção consciente).
Esse aquietar-se é um processo de mudança, um despertar, um processo de transformação que nos liberta da escuridão da negatividade. 

Fonte: anotações palestra Robert Happé                              

segunda-feira, 8 de agosto de 2016

A fase da alma emotiva ou sensitiva - 21 a 28 anos


Na fase da vida, dos 21 aos 42 anos, é a grande fase do amadurecimento psicológico e anímico do ser humano. É a fase de luta, segundo a colocação dos chineses, ou a fase expansiva. O que significa esta luta? É a conquista de uma posição na vida, o encontro do local de trabalho adequado a descoberta do(a) parceiro(a) e a formação de uma família. É também o trabalho interno sobre tudo aquilo que recebemos mais ou menos passivamente nas fases anteriores. É como se recebêssemos uma mochila para carregar nas costas, que foi preenchida nos anos anteriores. Dentro dela estão presentes bons e não tão bons. Agora então começamos a andar, vida afora, usando os presentes da mochila, selecionando os, jogando fora alguns, lapidando outros. Agora o grande mestre dessa fase vai ser a vida, através da qual vamos amadurecendo psicologicamente. A pergunta básica desta fase: “Qual minha vivência deste mundo?”.

A fase dos 21 aos 28 anos é denominada de “emotiva” porque nossa vida anímica nessa época é cheia de altos e baixos; existe uma grande labilidade emocional, ora se está no céu, quando se recebe um elogio de um chefe ou da esposa ou esposo, ora “na fossa”, se algo desagradou.

A maioria das pessoas inicia a sua carreira nessa fase. Também de certa forma, a mãe de família “Inicia uma carreira”. Existe aí uma grande criatividade; muitos experimentam e mudam seu local de trabalho e até mesmo a profissão, até encontrarem o local adequado. A insegurança interna, por falta de experiência, é compensada por seguranças externas: por exemplo, status, automóvel, telefones na mesa, um bom salário, aparências.

É a época em que ainda temos o direito de gozar de todas as regalias da civilização moderna: viagens, experiências as mais variadas, e assim como muitas vezes há trocas de empregos frequentes nesta fase, há necessidade de troca de parceira ou parceiro, até que através dos outros gradativamente encontramos a nós mesmos, e estamos maduros para a escolha da parceira ou parceiro verdadeiro, capaz de trilhar conosco a vida. É uma fase paralela à de O a 7 anos, de experimentação, mas agora a nível de vida, a nível anímico (e não corporal como de O a 7 anos). Estamos “abertos” novamente e lá fora, na periferia do nosso ser, as nossas capacidades ainda são ilimitadas, tudo é possível. É uma fase de grande criatividade, de grande satisfação de viver e de testar tudo o que foi aprendido especialmente na fase anterior.

O desafio para o desenvolvimento nessa fase é desenvolver o equilíbrio entre os altos e baixos, adquirir uma gradativa segurança interna, principalmente graças à avaliação sistemática do nosso trabalho, independente do meio. Sermos abertos e não preconceituosos. Desenvolvermos empatia perante os fenômenos da vida.

Ao nível do relacionamento, cada qual tem que desenvolver o seu estilo de vida, adaptação mutua, respeito e amor à individualidade do outro, não querer moldá-lo à sua própria maneira. Isto exige uma constante adaptação e trabalho em si mesmo.

O perigo dessa fase é de se adaptar demais, tornando-se uma “vaca de presépio”, ou tomar atitudes apreensivas, críticas constantes. O perigo principal é perder-se totalmente no externo, nos prazeres da civilização, ou iludir-se com uma experimentação mais acentuada, como a droga. Uma interiorização necessária na fase seguinte será extremamente dificultada por esse processo.

Fonte: Dra. Gudrun Burkhard

sábado, 6 de agosto de 2016

É Preciso Acreditar que o Reiki Funciona?



Não é necessário acreditar no Reiki para que ele se propague ou faça efeito. Ele independe de nosso estado físico, mental ou emocional para agir. O Reiki não é uma doutrina ou religião, não está vinculado a nenhuma seita ou tradição e não se submete a nenhuma outra lei que não seja a da Energia Cósmica Universal, a Luz Pura e Divina.

Quando se é iniciado em Reiki, a pessoa desperta a sua essência, a sua ligação com o Cosmo. É um ato de união entre a essência divina do universo e a essência divina do seu ser. Ser reikiano é transcender os limites que os sentimentos e pensamentos mal resolvidos causam ao ser humano, é se colocar em plena harmonia com o todo.

Por: Simone Kobayashi

sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Reiki para idosos


Na sociedade, os idosos estão cada vez mais isolados. Muitos vivem seus últimos anos sem um companheiro e sem o benefício da família por perto. Mesmo que tenham pessoas com quem conversar, o que quase todos eles não têm é o carinho e atenção. 
​Essa falta de contato físico contribui para o declínio do corpo, alma e também lhes dificulta recuperar-se das doenças.
Ser idoso hoje é sofrer de preconceito e solidão. Alguns lugares utilizam animais de estimação (cães, gatos, pássaros, etc.), esta terapia da troca de contato faz uma diferença enorme, para uma pessoa idosa; acariciar um animal ajuda muito.

O tratamento de Reiki aplicado a uma pessoa idosa não difere daquele dado a outro adulto. Entretanto, é possível que um idoso não consiga subir numa mesa de tratamento. Se esse for o caso, o tratamento pode ser feito sentado em uma cadeira; ou na cama, em sua própria residência.

Leia mais aqui: http://www.carloskhalilterapias.com/#%21reiki-para-idosos/cmau

quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Chama Verde: A Verdade nos Relacionamentos


A Chama Verde é a chama da cura física e psíquica, e também traz a sintonia da verdade em sua vida.
Daqui:
Maria Silivia P. Orlovas

Descubra como o Reiki atua


Reiki é uma técnica que faz uso da energia cósmica e universal, captada diretamente pela pessoa que está sintonizada com ela, o reikiano. Essa captação se dá por uma sintonização mental onde a energia Reiki entra pelo chakra coronário (alto da cabeça), passa pelo chakra cardíaco (coração) e é distribuída pelas mãos. O reikiano pode e deve estar vibrando amor incondicional, pois assim a energia flui com maior rapidez e eficácia.

Na aplicação do Reiki, há uma recomposição da energia vibracional da pessoa que recebe o Reiki, também conhecida como aura. Como a vibração da energia Reiki é de frequência mais alta, as energias dissonantes presentes na pessoa que o está recebendo, tendem a buscar o equilíbrio. Ou seja, aumentam o padrão vibratório, limpando e reativando os centros de energia, meridianos e padrões energéticos, e principalmente, fazendo com que a energia flua em perfeita harmonia e equilíbrio.

As energias de frequências mais lentas, causadas pelas disfunções e desequilíbrios emocionais, mentais e físicos são revigoradas. Isso resulta na dissolução e eliminação de bloqueios como excesso de preocupação, tensões, conflitos diversos e baixa autoestima, promovendo o equilíbrio do ser em todos os níveis, de forma gradual e uniforme.

O Reiki penetra no corpo físico e nos corpos sutis de quem o recebe, energiza os chakras (centros de energia do corpo) e recarrega os nadis (condutos energéticos dos chakras). A energia Reiki flui na quantidade e na intensidade precisa para suprir a necessidade da pessoa que o recebe, bastando canalizar e emanar com a intenção do bem maior.

Por: Simone Kobayashi

quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Reiki e as Camadas no Nosso Processo Evolutivo:


Quanto mais contato temos com a energia Reiki, e mais sintonizados estamos com o nosso interior, fica mais evidente que, em relação ao nosso processo evolutivo espiritual, estamos sempre no início. Somos seres muito complexos, e cheio de camadas, que podem ser removidas para mostrar nossos potenciais mais puros, se optarmos pelo nosso processo de crescimento espiritual.
Minha relação com o Reiki sempre foi muito forte. Desde o meu primeiro contato com a energia Reiki, fui tocada pela onda de amor e desde aquele momento pratico a minha auto aplicação diária de Reiki, não por obrigatoriedade, mas porque é um momento de reequilíbrio e que me proporciona paz e tranquilidade.
Quando uma nova pessoa busca o caminho da compreensão, da luz e da sua reconexão interior, seus objetivos iniciais costumam ser bem definidos: Quero resolver este problema, ou quero ganhar isso, ou ainda se isso não acontecer, não serei feliz. Ao continuar firme no processo, com o tempo aquelas questões iniciais tornam-se pequenas, e transformam-se em outros objetivos, e é possível vislumbrar outras questões a serem trabalhadas, mais gerais e mais profundas e que nos colocam no caminho da nossa realização maior, do nosso propósito de vida mais profundo.
O processo não costuma ser linear. São erros, acertos e descobertas. Alguns passos para trás fazem parte. É o momento de parar, analisar, e continuar em frente. Talvez por outro caminho. Talvez pelo mesmo, mas de forma diferente. E a cada camada removida, encontraremos outra embaixo, mais sutil e que contém novos aprendizados, novos desafios e novos obstáculos. Então o processo nunca acaba? Não, felizmente. Só temos que agradecer por isso. Afinal, cada nova camada é uma oportunidade de crescimento. É uma oportunidade de evolução. É a oportunidade de conhecermos mais e mais todo o nosso potencial.
Pode parecer uma tarefa árdua, mas é um caminho que vale a pena. E aos poucos, no seu ritmo, chegar ao ponto em que conseguirá ver nos obstáculos um vislumbre de oportunidade, pois seus limites foram ampliados, e sua vida tem um significado muito mais profundo. Todos temos luz interior. Todos somos seres magníficos. Estamos aqui para ser felizes. Estamos aqui para sermos amáveis, e viver em harmonia. Estamos aqui para ser realizados.
Eu, da mesma forma, estou aqui para aprender, e todo dia é uma oportunidade para isso. Permita-se ter uma vida mais leve. Perdoe-se. Aceite seus erros e aprenda com eles. Desejo para todos que este ano que se inicia, seja um ano de muitos aprendizados.
O Reiki não é o único caminho, mas é o que escolhi. Que você encontre o seu, rumo a uma vida plena.

Fonte: http://www.terapiareiki.com.br/artigos/reiki-e-as-camadas-em-nosso-processo-evolutivo/

terça-feira, 2 de agosto de 2016

O que se pode tratar com o REIKI?


Geralmente os tratamentos de Reiki motivam as pessoas e aumentam a sua capacidade para tomarem decisões que estão reprimidas. Se têm tendência a sofrer de ansiedade, nota-se que ficam menos receosas.

O Reiki aumenta a auto confiança e auto estima, faz diminuir a irritabilidade e a impaciência e dá energia para agir de forma tolerante para com os outros. O Reiki deixa que a raiva e o desgosto se libertem, depois de terem convivido conosco durante anos, por vezes desde a infância. Os efeitos iniciais de carácter emocional, espiritual ou físico, podem ser imediatos ou manifestar-se entre 24 e 36 horas após o tratamento.

REIKI para Crianças
Pode haver casos em que seja adequado fazer reiki em crianças, sempre numa aplicação rápida, já que a situação não é de emergência mas, simplesmente de que a criança necessita de menos tempo. As aplicações nas crianças tanto podem ser destinadas ao próprio relaxamento, descontração e concentração, que leva à uma melhoria no seu comportamento tanto na escola como em casa, entre outras coisas.

Para ajudar a adormecer
Para quem tem problemas em adormecer, uma aplicação de quinze minutos todas as noites, antes de se deitar, pode fazer a diferença entre uma noite de insônia e uma noite bem dormida, em sono só. Nos bebes, ajuda para que a criança durma sossegada e mais relaxada.

Emergência e Primeiros Socorros
O Reiki pode ser aplicado em todos os casos de emergência, esteja perante uma emergência médica, perante uma situação de prestação de primeiros socorros ou ainda perante crises emocionais súbitas.
Neste contexto, o Reiki constitui uma terapia valiosa, que não é alternativa para um tratamento médico, mas que o complementa.

REIKI para Doentes
A sensação de estar a ser tratado é uma das melhores que podemos proporcionar a alguém que esteja doente ou perto de deixar o mundo físico com paz em seu coração.
Nestes casos proporciona um alivio das dores e caso já não possua esperança de vida, ajuda a pessoa a aceitar a partida deste mundo.

REIKI para Animais
Pode- se canalizar diariamente para o seu animal de estimação, ajudando-o a manter a saúde geral e a felicidade. Independente do tamanho, todas as criaturas se sentem atraídos por mãos com poder curativo. Ferimentos específicos, podem ser rapidamente tratados e aliviados, se colocar as mãos diretamente sobre o local afetado.

Fonte: Internet

segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Vantagens do Reiki


As vantagens que o método de Reiki apresenta são inúmeras:

- Pela simplicidade e facilidade de colocar em prática, a energia Reiki pode ser usada todos os dias, e em todos os lugares.

- Não exige ferramentas ou equipamentos especiais.

- Ao ser “iniciado”, a pessoa imediatamente pode aplicar a técnica com sucesso. O treino não é demorado, não requer meses de estudo, nem mesmo uma vasta compreensão intelectual.

- A energia Reiki não desgasta o praticante, já que utiliza a energia Cósmica do Universo.

- O método Reiki destaca-se como uma técnica capaz de beneficiar o próprio terapeuta.

- A energia Reiki, também pode ser enviada à distância e sempre com sucesso.

- A energia pode ser enviada para todo o Planeta, um País em crise ou em guerra, um grupo de pessoas, uma floresta em devastação. Pode ser enviada para um trauma do passado reduzindo o dano emocional e também ser programada para um evento futuro.

- Outra vantagem notável, é que o Reiki não esta ligado a nenhuma religião, crença ou sistema filosófico. O método não apresenta restrições nenhumas e é capaz de adaptar-se a qualquer cultura, raça, credo, seita ou idade basta a imposição das mãos.
- Dispensa a necessidade de um ambiente preparado em caso de emergência, mas a sua aplicação deve sempre ter velas (elementar do fogo), uma fonte (elementar da água), plantas (elementar da terra) para harmonizar o espaço.

- Também não é necessário que acreditemos nele para que se propague ou faça o seu efeito.

- A energia Reiki funciona ao passar pela parte afetada do nosso campo energético elevando o nosso Nível vibratório dentro e fora do nosso corpo físico, onde pensamentos e emoções estão alojados na forma de nódulos energéticos que impendem o fluxo normal de energia vital.

- A quantidade de energia Reiki não pode ser manipulada pelo terapeuta, ela é determinada por quem a recebe. Assim, não há forma de ocorrer um excesso (overdose) numa aplicação.

- Os tratamentos através do método Reiki libertam tensões, intensificam as habilidades do corpo como: criatividade e a intuição.

- A terapia melhora o nosso sistema imunológico, desintoxica, equilibra e amplia a nossa energia. Também ajuda a libertar emoções bloqueadas, promove a calma e o bem-estar.

- Por não ser polarizada, é compatível com qualquer outra forma de terapia, tratamento de saúde ou desenvolvimento espiritual.