sábado, 25 de junho de 2016

Momento inspiracional

Aula do dia 18.06.2016 - Curso de Formação em Terapia Holística - TH16
Professora: Celestina Gonçalves

Momento inspiracional

O fato de você estar vibrando na luz, não significa que tudo que passa pela sua vida, que tudo isso que você atrai, que você vai poder levar a sua luz, entre na luz, (aceite ou acesse a luz).
Você não pode nem permitir isso. Então, acaba que  acontecem interferências  porque estas coisas, estas situações, não estão na vibração que você está.
Mas como se você está na luz?
Me pergunto: Se eu estou na Luz porque que eu sofro interferências?
Você não sofre interferências porque esta na luz. Você sofre interferência porque você baixa a sua vibração.
Baixa a sua vibração quando você tem pena daquela pessoa, você tem piedade daquela situação...
A vibração de compaixão e de misericórdia  tem a vibrações da luz. Então você não baixa o seu padrão vibratório de alta frequência de luz.
Quando você tem piedade você baixa a frequência.  É um fragmento de vibração que baixa. Mas é este fragmento que entra na frequência daquilo que tem menos luz. Pra entrar na frequência da luz eu tenho que vibrar na frequência da luz.
Quem esta na luz e baixa um fragmento da frequência da luz, fica aberto para a frequência daquilo que tem pena, que tem piedade. Então isso não passa pelo nosso nível de consciência porque a energia e envolve uma energia sutil.
Mas quando nós baixamos a nossa frequência,  um fragmento de luz que baixou e você tem pena ou piedade, acontece que você na verdade, esta lidando com os seus sentimentos de culpa e que você tem que trabalhar. Você só baixou a sua frequência porque você sentiu culpa. Porque você não se acha no direito de vibrar na frequência de luz e o que esta a sua volta não. Dai você deseja que tudo se transforme em  luz, mas não pela misericórdia e pela compaixão,  mas pela piedade.
Como que eu posso vibrar assim e aquela pessoa não?
Como que eu posso estar gozando da mais perfeita saúde e aquela pessoa estar em dor e sofrimento?
Você não pensa. Isso não passa pela sua mente. Por quê?
Por que isto esta nos seus sentimentos, mas você não tem consciência disso. Por que isso esta numa frequência, embora isso esteja acontecendo numa frequência muito mais alta, é um fragmento só de luz seu. Entende?
A gente não elabora isso. Ó coitado, tu vê,... não. Sabe. Antes de você pensar isso, já aconteceu.
Quando você pensa sobre isso, já aconteceu. Você já se "ferrou". Entendeu? Você só pensa sobre isso, que é mais uma fração de luz abaixo da frequência, por que isso já aconteceu. Entende? Vamos falar um termo bem nosso aqui - você já se ferrou. Dai você começa a entender com a sua mente e não com a sua consciência, com a sua alma.
Então, todos estão passando pelas suas necessidades. Pela frequência que cada um está deve estar. Cada um esta na frequência que quer estar. Você não consegue colocar ninguém numa frequência de luz se a pessoa não esta pronta. Por que não é você que coloca. É a pessoa que alcança. É seu paciente que vai alcançar o nível de alta consciência. Nós temos um padrão de inconsciente, de consciente, vocês devem ter estudado isso com a Verônica. Inconsciente, consciente e tem a super consciência.
Como nós começamos a vibrar em alto padrão de luz, que é o que a gente esta aqui se esforçando para fazer, na verdade a gente esta exercitando isso. Nós vamos numa frequência de alto consciência. Saímos da terceira dimensão, passamos pela quarta dimensão e vamos para a quinta dimensão. Só que estamos assim: estamos na quinta dimensão e caímos para a terceira, estamos na quinta dimensão e de novo caímos para a terceira. A gente tem que ir para a quinta dimensão e se sustentar na quinta dimensão. Olhar para a terceira dimensão como uma realidade e ver como uma realidade necessária. Que não vão todos para a quinta dimensão.
Você esta indo por que esta fazendo uma força tarefa grande para ir, mas nem todos estão. Cada um no seu tempo. Se eu estou aqui na terceira dimensão e agora estamos na quinta dimensão falando sobre este assunto,
estamos vivendo uma realidade, conscientes que também existe a segunda dimensão, a primeira dimensão e pessoas que não tem consciência nenhuma, de nada. Assim como tem a primeira, segunda, terceira dimensões - o que além da primeira? -1, -2, -3?
As experiências tem nos mostrado que não podemos nos deixar aprisionar  entre a terceira e a quinta dimensão. A na quarta dimensão  que esta a fração onde eu me "ferro". Tá?
As vezes as pessoas apresentam um padrão de energia baixo - queixas.
Eu posso muito bem como acontece com várias pessoas - Ah eu tenho que cuidar de um enfermo, tenho que cuidar disso, tenho que cuidar daquilo - energias muito baixa. Gente isso acontece porque não esta sendo feito com compaixão e misericórdia. Porque se tiver compaixão e misericórdia você vai fazer isso com alegria no coração. Quando a gente tem compaixão e misericórdia a gente esta ajudando que aquela pessoa mais rapidamente saia daquele padrão, por que você leva a luz para a pessoa para ela desejar a luz. A luz não invade o universo da pessoa, mas ela vai em direção a luz. Ela começa a perceber que tem como viver melhor. Ela para de resmungar, para de lamentar.
Uma coisa que também nos coloca sempre em muita fragilidade na questão de manter o padrão vibracional são as lamentações. A maioria das pessoas passam se lamentando. Quando eu lamento eu estou vivendo de passado. Eu não lamento de uma coisa que vai acontecer, eu lamento de alguma coisa que já aconteceu. Se já foi não é mais. Porque só existe o presente. Não existe o passado. Só existe o presente. Não existe o futuro. Então eu não posso ficar lamentando de uma coisa que não existe mais. Eu estou deixando de viver o presente. Este é o momento. Este é momento, Este é o momento - nós fizemos a meditação de manhã e veio isto. Que a gente deve viver o  momento. O momento é estar 100% no agora. E daí a gente vai dando o salto quântico. Vamos subindo os degraus para a iluminação. Tá. Alguma pergunta?
Aluna:
Devemos fazer uma meditação inicial no consultório quando recebemos nosso paciente para elevar o padrão de vibração do nosso paciente. Eu acho que tirando ele do padrão mais baixo ajudamos ele a entender melhor as coisas.
Professora:
Sim, ele consegue ver com mais clareza. Só que assim. Nós também não podemos ficar refém da nossa mente meditativa. Vocês entendem  isso? Nós não podemos ficar reféns de nada. Não podemos depender de poder parar e meditar. Nós temos que estar em estado de serviço o tempo inteiro e isso é possível.
Aluna:
A cada meditação na verdade a gente só reforça.
Professora:
O nosso meditar na verdade tem que ser: Inspirar profundamente - expirar lentamente - e venha o próximo.
Aluna:
Eu fui meditar e eu não sei dizer o que aconteceu. Só sei dizer que senti um medo muito grande e eu forcei os olhos. Forcei a abrir porque a impressão que eu tinha é que alguém, alguma coisa estava me levando para um outro lugar que eu não conhecia. A impressão foi essa que eu tive - dai eu forcei a descer. Não sei se não estou preparada, Enfim. E eu caí assim - pá. Falando nisso - na meditação - me deu medo.
Professora:
No estado de meditação elevado, sua frequência se eleva e não provoca medo. você entra num estado de absoluta segurança e êxtase. Por quê na frequência de luz não tem isso de medo, não tem ameaça. Se você se sente com medo é porque você não foi. Você ficou presa na energia de quarta dimensão. Você estava a caminho e caiu em alguma malha, entende?
Precisamos estar sempre em estado meditativo, lavando louça, conversando, estando aqui,... porque nós somos um canal. Todos nós somos. Não é privilégio de ninguém. Quando você mantém este canal de conexão, você começa a conversar sobre qualquer assunto e você rapidamente entra na orientação divina. Isso vai acontecer com teu paciente, você interagindo com ele. Quando a gente tem humildade, a gente entende que esta a serviço e que você não é o curador, entende? Quem cura é o cristo interno do outro. Quando você esta assim, você esta com seu cristo interno sintonizado com o cristo interno do outro , sua alma com a alma do outro e dai acontecem os milagres. Este negócio de ficar horas meditando, não é bom. Você deve fazer várias meditações por dia e não passar de 3 minutos. É nisso que eu acredto. Eu sei que não é isso que você vai encontrar na internet ou em livros mas é nisso que eu acredito e é isso que eu pratico.
Por que você  fica tão preocupado em ficar em meditação e não pensar em nada e não fazer nada, não sentir nada que você acaba não meditando e a sua mente acaba ficando presa na quanta dimensão. Quando você alinha a sua coluna e você faz uma meditação profunda e você sabe que a luz entra pelo seu chakra coronário, passa pela sua pineal e ilumina todo seu ser - vai até o seu períneo e você expira - ela sobe e na expiração você expira luz.
Se você inspira luz e você cura o que esta escuro em você - você expira luz e todo ambiente recebe luz. Isso você fazendo várias vezes por dia -  não é a quantidade de tempo. É preferível você fazer 1, 2, 3 minutos e bem feito, várias vezes por dia - e você pode fazer em qualquer lugar. Inspira, a energia desce, sobe e expira (inspira, entra luz, desce, vai até o períneo, sobe e expira luz.  Você se mantém na Luz. Isso também é meditar.
Aluna:
Isso que é ter frequência com a professora. Eu tenho feito exatamente isso e tenho sentido isso. Em qualquer ambiente, na rua. Todo mundo com medo e eu firme na paçoca.
Professora:
Perfeito.
Só vai acontecer para a gente aquilo que tem que acontecer.  São situações que temos que perdoar, situações que temos que ter compaixão, são interferências necessárias. Ninguém passa por situações que não sejam necessárias. Entende? Para que a gente possa ir numa direção, achar as respostas. Se você não vive aquilo, você não precisa daquilo. Mas se você esta vivendo, você precisa achar as respostas pra aquilo. O que você esta aprendendo com aquilo, com aquela situação. Mas não é você  viver e lamentar sobre aquilo porque aquilo já é passado, mas "o que eu devo fazer daqui para a frente".