quinta-feira, 17 de abril de 2014

Curar-se


A sua cura está nas suas mãos, na escolha que você fizer.
Naquilo que busca encontrar.
Não tema seu eu! Não se intimide por aquilo que não conhece.
Não se assuste com o outro, ele também é criatura em evolução como você.
Na visão imperfeita da perfeição que tens, tudo ainda pode ser muito nublado e estranho.
Não temas a vida! Recebe de braços abertos a dádiva de estar aqui, convivendo, experimentando a vida.
Você precisa de seus companheiros, e eles de você, a troca da vida é justa.
Use sua lucidez para agir, sua doçura para falar, e sempre acima de tudo use o coração para amar.
Ame incondicionalmente. Assim da mesma maneira que espera que o outro te ame.
Não aponte os erros dos outros, quem nesta vida tem a condição de juiz?
Liberte-se! Ampare seu companheiro, a dedicação espontânea faz surgir o momento oportuno.
A naturalidade dos gestos é que mostra a grandeza do ser.
Na simplicidade da vida é onde você encontrará a riqueza de ser o que se é.
Sem máscaras e disfarces, sem melindres e desculpas, apenas aprendendo a conviver, com a grandeza que tem em ser.
Aprendiz de sí mesmo. Crescendo na Luz do Criador.

Fonte: autor desconhecido
Imagem Créditos: {link:http://www.sxc.hu/profile/Eastop}Stephen Eastop{/link}.